terça-feira, 22 de abril de 2008

Um viva à mulher-melancia!

Partilhar
Dança da motinha ou dança do créu? Boladona ou atoladinha? Preparada, tchutchuca ou cachorra? Ou tudo isso junto, a favor da diversão? Diversão essa que muitas vezes é u tapinha que dói na cabeça dos mais conservadores.
Não é novidade pra ninguém que o funk tem letras que constantemente fazem apologia ao sexo e ao crime organizado. Também não é surpresa que realmente acontece tráfico de drogas e sexo em vários bailes funk, hoje espalhados por todo lugar. Mas não se deve condenar esse ritmo por causa das atitudes de alguns de seus adeptos. Todo mundo, repito, todo mundo odeia a generalização. Então por que praticá-la justo com o funk, que não faz diferença nem exclui ninguém?
É som de preto? É. De favelado? Aham. Mas a máxima dessa música é: "quando toca, ninguém fica parado!". Não dá pra negar que a batida do funk é irresistível. E não é recriminando suas letras e/ou seus Mc's que alguma coisa vai mudar na realidade do nosso país. Loogo, qual é o problema em botar o Furacão 2000 pra tocar e se jogaar no som??
Uma das grandes mentes pensantes do funk, Tati Quebra-Barraco, fez a seguinte citação:"Sou feia, mas tô na moda". Com o funk, é a mesma coisa; e eu torço para que essa moda não acabe tão cedo. Ou vai dizer que você nunca deu uma balançadinha ou pelo menos uma gargalhada com o créééu?! ;D
Proponho um viva! à mulher-melancia, à lacraia, ao Mc Marcinho e à todos os ícones da geração funkeira(e popozuda), que conseguem transformar sua muitas vezes dura realidade em música, e entreter tanta gente no nosso Brasil!


PS: esse texto foi escrito às 11:15 da manhã, na aula de química.
a autora não se sentia nem um pouco glamurosaaa, muito menos rainha do funk.
Partilhar

10 comentários:

lekaaa disse...

'Que batidaa é essa que naa balada é senssação, É CLARO QUE É O FUNK MEU IRMÃAO'


Concordo com tudo que vc disse!

Thais disse...

isso aí! detesto quando generalizam e falam que todo funk é ruim, e essas outras coisas.
tá ótimo o seu texto! boa sorte! :*

Nataliinha disse...

Ei, que isso !
Ta otiimo o teu texto !
Muiito legaal .
Ta mais legal do q a aula de quimica q vc assistiu !

HAHAHAHAH .

Realmente, as pessoas adoram GENERALIZAR .
'Som de preto e de favelado'

Que naada, ate PATTY dança isso kra !

Bjiinhus =)

Nataliinha disse...

Eh na realidade letra da música da Ana Carolina ...
Só isso !

Mas é direta siim !
Ta favoritaada tb !
Bjs =)

Deby disse...

Vivaaa! \o/

Adooro o funk, principalmente quando toca na balada já que é ótima pra dançar..

"é som de preto, de favelado, mas quando toca ninguém fica parado.." ;D

beijos ;*

Nathália Affel disse...

Bota o tambor pra tocaaar
geral no embalo esse batuque é funk!!!
kkkkkkkkkkkkk

=)
muito bom!

, 3llen ! disse...

hahahahahaha

é som de preto e faveladooo!

mas virou baderna e indecência
e música não é só pra dançar!

¬¬"

Cah* disse...

Eu adoro dançar de tudo, principalmente funk, sua batida é contagiante! *-*

Adorei seu texto, principalmente o exemplo da música Som de Preto!
=P

Beijossss!

Pedro Ivo Martins disse...

Tudo bem que o ritmo é contagiante, mas não precisava de letras tão chulas, né. Por que não continuaram naquela idéia de "eu só quero é ser feliz, morar tranquilimente na favela onde eu nasci". Acho que essa não é da sua época, é. Gostei do blog.

Mingá. disse...

Nada de contagiante, nenhum trabalho musical.
Exclui militares, apesar de eu odiar militaristas. Mas, exclui.

Funk é um saco.
O texto foi legal de ler.
Sério.