segunda-feira, 12 de maio de 2008

Sobre mentiras, verdades e ser você mesmo. =)

Partilhar

O que você poderia falar que surpreenderia todos à sua volta? Um gosto diferente, algo podre que você esconde, ou algo simplesmente fantástico, mas que causaria um espanto enorme? É, bem vindo ao clube. Mas nunca se esqueça: você pode fugir das pessoas, pode fugir da realidade, pode fugir do mundo. Só não pode fugir de você, da sua consciência.
Antes de tudo, é necessário dizer que omitir não é o mesmo que mentir. Você pode optar pelo não compartilhamento de um fato da sua vida, e nem por isso deixar de ser transparente. A nossa essência está nas nossas atitudes, nos nossos pensamentos, e não nas voltas que nossas vidas dão.
Mas essa não é a questão. O que está em jogo é esse jogo de verdades e mentiras. Falar a verdade muitas vezes não é nada fácil. Pode acarretar desprezo, preconceito, humilhação... em contra-partida, falar a mentira pode ser muito mais conveniente, é um jeito um tanto mais prático de ganhar a vida. Mas qual é o prêmio? Desculpem os mentirosos, mas o gostinho de ter mantido a honestidade, mesmo sem nenhuma recompensa concreta, é mil vezes melhor do que a suja recompensa da mentira. Sem contar que o feedback dela acaba quase sempre sendo desastroso.
Agora, sobre ser você mesmo...é senso comum que deve se amar do jeito que se é, que a auto-estima deve estar sempre alta...mas como pode ser difícil se aceitar ! A grama do vizinho sempre é mais verde . Nesse caso, não só a grama, mas também o cabelo, a pele, o carro, a inteligência, etc. Mas o que se deve ter sempre em mente é que esses bens não são seus, são de outra pessoa. E você nunca se encontrará dentro de algo que não reflete sua personalidade. Seria até fácil conseguir tudo o que o outro tem. Mas assim, você não teria identidade. Não seria nem você mesmo, nem o outro. Seria apenas um vazio...
Esse jogo de verdades e mentiras no final, se torna um jogo de fácil e difícil, que também entra numa questão de certo e errado, que leva a um ciclo sem fim. Mas o maior trunfo que se pode tirar disso tudo é seguir seu coração. Mentir em certas horas não é errado, se inspirar no seu amigo não significa falta de personalidade, ter um segredo totalmente secreto não quer dizer que você nega a sua verdade para o mundo. Se o seu coração te diz que isso é o melhor que você pode fazer, então isso tem uma lógica e é verdadeiro pra você. Nada brilha mais que a vibe da tua alma...alma essa, constituída de verdades, incertezas, erros, acertos, valores. E acreditar nela é o que te torna uma pessoa única, sem imitações ou medos de não agradar. Isso sim é ser você mesmo.



ps: esse post foi meio inspirado num filme ma-ra-vi-lho-so,
chamado Penelope.






e eu queria agradecer a Rafaellynha, do http://rafaellynhaa.blogspot.com/ por este selo



;]


beeijos
Partilhar

10 comentários:

A n i n h a a disse...

eu simplesmente a-do-rei.

é bem verdade que omitir não é mentir. E é bem verdade que todos tem os seus segredos trancafiados, e as vezes os medos e inseguranças também.
É tão bom saber que as pessoas são únicas e diferentes umas das outras.
E seria tão bom que as pessoas se aceitassem e se valorizassem do jeito que são...

beijo floor

Patrícia Andréa disse...

é, ás vezes os segredos é q fazem a vida ter graça...

Bjus!!

Nataliinha disse...

ser vc mesmo te faz mais feliz .
e realmente a grama do vizinho pode ser mais verde, mas a sua pode ser azul !

Bjs =)

Um Sonhador disse...

é, mentir não é um bom caminho, até por que toda mentira tem perna curta, e tudo vem a tona em um dia, uma semana, um mês, um ano, ou uma vida,
ter carater, ter sinceridade, é a melhor coisa que podemos fazer, ja que nesse mundo, tudo é feito na base de mentiras, bandidagens, e muitas, mas muitas pessoas sem carater.

o que temos a fazer é sermos sempre essas poucas pessoas com carater :)



me surpreende muito, uma guria com 16 anos, fazendo um baita texto desses, nossa, muito bom mesmo, que maravilha guria, ganhaste mais um leitor, estarei te linkando para sempre ler esses textos lindos ^^
espero que link-me também :D


bjs, e até mais ^^

flávia. disse...

adoreei o post! fala tudo já, não tem nem o quê completar! ;D
brigada pelo comentário e por me linkar, vou te linkar também!
beeijo

, 3llen ! disse...

clap-clap-clap
ótimo textooo!

Mary West disse...

Todo mundo infelizmente usa um pouco de mascaras no dia a dia, uma forma de proteção mesmo, porém vale tomar cuidado nesta dosagem, ser autentico é saber a hora certa de ser você mesmo.

Despindo estórias disse...

ai, seu texto disse tudo e mais um pouco. perfeito, nem tenho o q dizer, pois vc falou TUDO.
=]

* Suyanne * disse...

Muito bom seu textoo!
Adorei
Fiquei super curiosa pra ver o filme!!!

Li os demais textos e gostei muito também

Parabens pelo blog!

----
Bom, quanto a questão de "se aceitar" várias vezes as pessoas confundem isso com comodismo!
Vc passa um baita tempo incomadado com aquela "barriguinha", por exemplo, e não faz nada pra mudar so que, ao mesmo tempo, reclama sempre! Foi so um exemplo simples, mas ja da pra ter uma ideia: Não adianta "achar" que tem que se aceitar.
Ficou meio confuso mas é isso ai mesmo
haha

Beijos

raai. disse...

Eu aaaaaaaaamei o filme, assim que você falou dele auqi eu pus pra baixar e nooossa, amei mesmo (:


;***